Cirurgia feita em João Pessoa (PB) reverte Alzheimer: memória voltando

O médico que fez a cirurgia, Rodrigo Marmo – Foto: Divulgação

Um médico neurologista brasileiro, que fez especialização em Toronto, no Canadá – berço das pesquisas – conseguiu frear e reverter a doença de Alzheimer em um paciente de 77 anos – que não teve seu nome revelado a pedido da família.

O cirurgia de Implante de Estimulador Cerebral Profundo foi dia 11 de dezembro no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, na Paraíba, e os equipamentos foram ligados pouco antes do Natal. O idoso sofre de Alzheimer há 2 anos e tinha um quadro de leve a moderado da doença.

Recuperação da memória

Em entrevista ao SóNotíciaBoa o médico que fez a cirurgia, Rodrigo Marmo, de 35 anos, afirmou que “na primeira semana o paciente apresentou resultados iniciais animadores”.

Ainda de acordo com o especialista, “15 dias após a cirurgia o paciente volta a se lembrar de caminhos, o vocabulário melhora e ele fica mais atento às conversas”.

A cirurgia

O Implante de Estimulador Cerebral Profundo, foi uma cirurgia usada inicialmente para outra doença: o Mal de Parkinson.

Em 2008 especialistas de Toronto, no Canadá, passaram a usar a técnica experimentalmente em 6 pacientes com Alzheimer.

Os resultados positivos atraíram atenção de especialistas dos EUA e de lá pra cá, juntos, especialistas dos dois países “já fizeram a cirurgia em 42 pacientes. Ela não é mais considerada experimental”, alerta o médico brasileiro.

O implante

Rodrigo Marmo se baseou nos estudos que acompanhou em Toronto, no Canadá, durante sua especialização, para operar o paciente brasileiro de 77 anos.

Ele explicou ao SóNotíaBoa como é o procedimento:

“Um marca-passo cerebral é implantado no paciente. Eletrodos, conectados a uma bateria presa no peito, dão pequenas descargas elétricas no cérebro, que estimulam o circuito da memória”.

11 ou 15 dias após a cirurgia o equipamento é ligado e começam a aparecer os primeiros resultados, conta o médico.

Vitória na justiça

A cirurgia é cara porque os eletrodos e o marca-passo são importados. Custa em torno de 200 mil reais. Como o paciente vinha piorando – os remédios não estavam fazendo mais efeito – e o plano de saúde se recusou a pagar pela operação do idoso da Paraíba, porque procedimento ainda não foi libertado o pelo Ministério da Saúde – a família dele entrou na justiça… e venceu!

O convênio foi obrigado a pagar pela mesma cirurgia canadense, feita no Brasil pelo especialista Rodrigo Marmo.

Alerta

O especialista alerta que o Implante de Estimulador Cerebral Profundo “não significa a cura do Alzheimer”, apesar de melhorar significativamente a qualidade de vida do paciente.

Serviço

Hospital Napoleão Laureano – João Pessoa/Paraíba

Telefone: 83-3042-4974

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Compartilhe:

Comentários (25)

  • Maria Amélia Responder

    Parabéns Dr. Marmo! Que notícia maravilhosa só sabe o que é Alzheimer que luta com o problema tenho minha mãe não fala e nem anda e meu sonho ouvir a voz dela.
    Que Deus te proteja e der cada dia mais sabedoria para novas descobertas.

    18 de fevereiro de 2021 at 15:23
  • Vania Responder

    Já fazem alguns anos que essa reportagem foi feita, mas como tudo está hoje depois de quase cinco anos ? qual o progresso dessa cirurgia e como esta o paciente nos dias de hoje ? É importante a atualizaçao dos fatos !

    6 de fevereiro de 2021 at 16:22
    • Redação Responder

      Boa tarde. É verdade, Vania. Quando recebemos a matéria – estava sem data – julgamos ser recente. Foi falha, mas vamos consertar entrando em contato com o médico/hospital. Obrigado.

      6 de fevereiro de 2021 at 17:32
      • Patricia Responder

        Mesmo sendo um notícia boa é grave uma página (que se julga de notícias) não checar as informações antes de publicar. Não deixa de ser FAKE NEWS.

        7 de fevereiro de 2021 at 06:48
        • Redação Responder

          Boa tarde. A notícia é verdadeira! Pode não ser atual, mas isso não tira sua importância. Ou uma notícia sobre uma pessoa que salvou milhares de vidas durante a Segunda Grande Guerra não é importante? FAKE NEWS (sic) significa que notícia é falsa e não é o caso.

          8 de fevereiro de 2021 at 14:36
  • Nara coutinho Responder

    Notícia maravilhosa, também sou filha de pai que padeceu de parkinson /alzheime
    E tamb fico atenta às novidades da ciência.
    Parabéns

    5 de fevereiro de 2021 at 20:58
  • Lourdinha Portela Responder

    Parabéns Dr. Marmo, por ser um médico nosso, jovem, com grande talento! Competente profissional tentando ajudar na causa do Alzheimer, dando um pouco de qualidade de vida!!
    Que em breve possa chegar aos menos favorecidos.

    5 de fevereiro de 2021 at 17:01
  • Rozilane Responder

    Notícia maravilhosa.
    Pena não ser ao ser ao alcance de todos que precisam de uma qualidade de vida melhor, nesse quadro.
    Parabéns, caro Dr.
    O avanço está aí para dias melhores e profissionais sérios que tenham realmente a vocação e se comprometam fazendo jus ao seu juramento.

    4 de fevereiro de 2021 at 22:19
    • Anônimo Responder

      Parabéns ao médico, dr. Rodrigo Marmo, ao hospital e ao Estado da Paraíba!

      6 de fevereiro de 2021 at 03:22
      • Lurdes Cruz, médica Oftalmologista Responder

        Boa tarde, alguma possibilidade de sabermos como o paciente e a sua resposta ao longo deste tempo ?

        11 de fevereiro de 2021 at 13:01
  • Rozilane Baa Si Responder

    Notícia maravilhosa.
    Pena não ser ao ser ao alcance de todos que precisam de uma qualidade de vida melhor, nesse quadro.
    Parabéns, caro Dr.
    O avanço está aí para dias melhores e profissionais sérios que tenham realmente a vocação e se comprometam fazendo jus ao seu juramento.

    4 de fevereiro de 2021 at 22:18
  • Tania Maciel de Andrade Oliveira Responder

    Parabens ao colega Rodrigo Marmo, pelo procedimento animador, para doentes e familiares com o Alzheimer.

    4 de fevereiro de 2021 at 17:18
  • Anônimo Responder

    Parabéns ao Jovem Médico
    Deus abençoe.

    4 de fevereiro de 2021 at 16:44
    • Eliane Batista da Silva Responder

      Parabéns aos profissionais é em especial ao médico. É realmente uma grande notícia.

      8 de fevereiro de 2021 at 08:21
  • Jorge Responder

    Espetacular! Parabéns Dr Rodrigo Marmo! E nos casos da síndrome das pernas inquietas, teria indicação?

    3 de fevereiro de 2021 at 22:11
    • Maria Teresa Aguilar Virbicjas Responder

      Eu tomo STABIL dicloridrato de pramipexol 0,125 mg. Com 30 comprimidos

      4 de fevereiro de 2021 at 14:34
  • Petrônio Estevão da Silva Responder

    Existe um medicamenro sendo analizado pelo FDA, o ADUCANUMAB, que terá um parecer agora, dia 7 de março de 2021.

    3 de fevereiro de 2021 at 15:29
  • Socorro Ferreira Responder

    Que Deus abençoe e oriente os médicos cientistas que buscam tratamentos eficazes para a cura do alzheimer 🙏🙏🙏

    3 de fevereiro de 2021 at 14:57
    • Anônimo Responder

      Que que bom que a medicina, dá mais um passo em prol do avanço da qualidade de vida de pacientes com Alzheimer 🙏

      3 de fevereiro de 2021 at 19:36
  • Cláudio Responder

    Como filho de um pai que teve alzheimer, sempre fico atento e animado com tudo que sai em estudos e experimentos referente ao mal. Afinal, é ligado a um forte fator genético. Fico feliz em saber que tem profissionais competentes dedicando-se a elucidar a causa e tratar o alzheimer.

    3 de fevereiro de 2021 at 08:38
  • Anônimo Responder

    Parabéns ao jovem médico ! Deus o abençoe pela cirurgia que devolve ao paciente a possibilidade de vida com sentido.

    3 de fevereiro de 2021 at 08:12
    • Lourdinha Portela Responder

      Parabéns Dr. Marmo, por ser um médico nosso, jovem, com grande talento! Competente profissional tentando ajudar na causa do Alzheimer, dando um pouco de qualidade de vida!!
      Que em breve possa chegar aos menos favorecidos.

      5 de fevereiro de 2021 at 17:01
  • Paulo Roberto Maia Responder

    Existe confusão entre Alzheimer e Demência Senil (antiga “caduquice”) Antes de qualquer tratamento é necessário ter o diagnóstico de certeza.

    3 de fevereiro de 2021 at 08:06
    • Maria Graciete Torres de Medeiros. Responder

      Graciete Torres de Medeiros.
      Que Deus abençoe aos nossos médicos para que se preocupem com as pesquisas e estudos do Alzheimer . A minha mãe aos 80 anos teve esta doença e foi um sofrimento para todos da família como sou filha única e já estou com 72 anos me preocupo muito, mas acredito que à medicina está evoluindo muito , tenho um filho médico que me passa mais tranquilidade, que Deus nos proteja. 05-02-21 Abraços.

      5 de fevereiro de 2021 at 12:30
  • Caio Responder

    Muito bom!Avanço inegável para a medicina.Eu trabalhei neste hospital qdo estudante.

    2 de fevereiro de 2021 at 17:03

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.