“Ê SAUDADE…”

Ilustração

Por Celso Cruz

Sentimo-nos aliviados e confortados
Se as lágrimas massageiam a dor que a alma grita
O coração descuida-se e não limita
Tardiamente é que vai se aperceber
Que é a alma padecendo do sofrer
Imposto pela visita da saudade
Fruto da irresponsabilidade
De um coração que abusa do gostar
Que se entrega facilmente ao amar
E que ama com toda intensidade

Machucado pelo que a distância impõe
O coração bate descompassado
Com o tempo se mantem preocupado
Inseguro, mas mesmo assim seguindo avante
Para o seu EU diz estar sim, confiante
O que não se enxerga olhando do exterior
Em sua face brilha um olhar vago, sonhador
Incompleto, buscando sua metade
Mas lê-se fácil ali toda verdade
Que o coração está tomado de amor

Cada reencontro é um desaguar dessa saudade
Que machuca o peito mas tem razão de ser
Alimentada pela força do querer
Ganha brilho e reluz com o luar
Entristecida põe-se a alma a cantar
É ela mostrando a compreensão
A saudade é do amor a expressão
Que determina do gostar a intensidade
Que amadurece e dá longevidade
Ao bem contido em cada coração.

Compartilhe:

Comentário (1)

  • Alberto da Hora Responder

    Ah! Como é gostoso e útil saber dizer coisas assim. Parabéns!

    25 de dezembro de 2020 at 20:57

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.