Já há data para mudança na presidência do STF

Foto: Fellipe Sampaio/STF

Já há data para a ministra Rosa Maria Pires Weber assumir a presidência do STF. Será na sexta-feira 9 de setembro – 48 horas depois do feriado do dia 7. E três semanas e dois dias antes do primeiro turno das eleições gerais no País, que ocorrem no domingo 2 de outubro. Em tal data – (coincidência!) ela completará 74 anos de idade.

Rosa Weber nasceu em Porto Alegre. É casada com Telmo Candiota da Rosa Filho, procurador do Estado do RS aposentado, com quem teve dois filhos: o jornalista Demétrio (ex-O Globo) e Mariana (microempreendedora individual).

Ela foi aprovada em 1º lugar no vestibular para a Faculdade de Direito da UFRGS em 1967. Concluiu o curso em 1971, também em 1º lugar. Ingressou na magistratura em 1976, por concurso, como juíza do trabalho substituta. Em 1991, foi promovida a desembargadora do TRT-4.

Em 2005 foi indicada pelo presidente Lula para o cargo de ministra do TST a partir de lista tríplice votada pelos integrantes do próprio tribunal, para vaga destinada a magistrado (a) de carreira. Seu nome foi aprovado no plenário do Senado por 44 x 7 votos. A posse ocorreu em 21 de fevereiro de 2006.

Em 8 de novembro de 2011, Rosa foi indicada pela presidente Dilma como ministra do STF. Foi aprovada na CCJ por 19 x 3 votos. Em 13 de dezembro o Plenário do Senado ratificou a aprovação por 57 votos favoráveis, 14 contrários e uma abstenção.

Empossada no Supremo em 19 de dezembro de 2011, é a terceira mulher a integrar a Corte. As primeiras foram Ellen Gracie (a quem substituiu), e Cármen Lúcia (que ainda exerce o cargo). Dentre as três, Rosa é a primeira magistrada de carreira. Foi ministra do TSE (maio 2016/maio de 2020), em vaga destinada a membro do STF; assumiu a presidência da corte eleitoral de agosto/2018 a maio de 2020.

Fonte: espacovital.com.br

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.