PENSE! O leitor e a poesia

Foto: Armazém do Texto

 

Por Celso Cruz

A poesia ganha força
Se o leitor se inquieta
Se tem a alma poeta
E com os olhos da alma enxerga
O seu coração alberga
A esperança, o seu sonhar
Sempre o seu imaginar
Recria situações
E um bailar de emoções
Embasam o seu sonhar

Interage com a poesia
Quem tem o coração poético
Quem tem um EU frenético
E sabe fugir da razão
Cada verso é uma canção
Pra quem tem alma liberta
E tem sempre a mente aberta
Ama o simples e o natural
E no fugir do normal
O seu amor se acoberta

Quem tem o coração poeta
Enxerga sempre na poesia
Seu sonho, sua fantasia
Acalantos pra saudade
Arroubos de felicidade
Motivos pro seu sonhar
Um barco pra navegar
Pra ir contra a correnteza
Pra desaguar a tristeza
E um porto pra ancorar

Sempre num livre pensar
Navega uma alma inquieta
Não se enxerga ser poeta
Mas sempre seu dia a dia
É recheado de poesia
De música, saber, sabor
De tudo extrai amor
Ama a simplicidade
O seu mundo na verdade
Tem muito mais brilho e cor.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *