PENSE! Ennio Morricone parte e deixa legado musical incomparável

Ennio Morricone (Roma, 10 de novembro de 1928 – 6 de julho de 2020) foi um compositor, arranjador e maestro italiano. Ao longo da sua carreira é responsável pela composição e arranjo de mais de 500 filmes e programas de televisão.

Morricone escreveu algumas das trilhas sonoras mais conhecidas dos western spaghetti do cineasta Sergio Leone: Per un pugno di dollari (br: Por um Punhado de Dólares), de 1964, Per qualche dollaro in più (br: Por Uns Dólares a Mais/pt: Por Mais Alguns Dólares), de 1965, Il buono, il brutto, il cattivo (br: Três Homens em Conflito/pt: O Bom, o Mau e o Vilão), de 1966, e C’era una volta il West (br: Era uma Vez no Oeste/pt: Aconteceu no Oeste), de 1968.

Suas composições mais recentes incluem as bandas sonoras de Once Upon a Time in America (br: Era uma vez na América), de 1984, The Mission (br/pt: A Missão), de 1986, The Untouchables (br/pt: Os Intocáveis), de 1987, Nuovo cinema Paradiso (br: Cinema Paradiso/pt: Cinema Paraíso), de 1988, Lolita, de 1997, Malèna, de 2000, e Inglorious Basterds (br: Bastardos Inglórios/pt: Sacanas sem Lei), de 2009.

Prêmios:  Cavaleiro da Legião de Honra, Comandante da Ordem do Mérito da República Italiana, Grã-Oficial da Ordem do Mérito da República Italiana, Prêmio Grammy Trustees, Oscar de Melhor trilha sonora, Medalha Artis Bohemiae Amicis, Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Italiana, Prêmio do Cinema Europeu de melhor compositor, Grammy Award, Prêmio Princesa das Astúrias para as Artes

Em 2016 ganhou o Globo de Ouro e o Oscar, pela Trilha Sonora de Os Oito Odiados, do diretor Quentin Tarantino.

Compartilhe:

Comentário (1)

  • Frederico Diego Responder

    Lá se vai mais um gênio. Os westerns jamais teriam o mesmo impacto se não fosse pela música dele.

    6 de julho de 2020 at 17:16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × 2 =