Sicredi já soma R$ 191 milhões disponibilizados para a região Nordeste e estado do Pará

Nova fase do programa iniciou no dia 25 de julho e segue até 31 de dezembro de 2024. Nesta fase, é previsto o limite de R$ 7 bilhões a serem disponibilizados pela instituição

Foto; Assessoria

O Sicredi, Instituição Financeira Cooperativa, presente em todos os estados e Distrito Federal e com mais de 6 milhões de associados, é oficialmente comprometido com o crescimento dos Micro, Pequenos e Médios Empreendedores, por isso, entre diversas opções, a cooperativa também integra o grupo de instituições habilitadas para operar a linha de crédito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

O Pronampe iniciou sua nova fase na última segunda-feira (25) e segue até o dia 31 de dezembro de 2024. Nesta fase, é previsto o limite de R$ 7 bilhões para o Sicredi entre os R$ 50 bilhões disponibilizados aos empreendedores via o Programa. Criado em 2020 como uma linha de crédito emergencial para incentivar o empreendedorismo brasileiro, o Pronampe passou a ser permanente e busca oferecer crédito a taxas mais atrativas aos micro e pequenos empresários.

De acordo com Marcos Barbosa, consultor de negócios da Central Sicredi Norte/Nordeste, a instituição já realizou 2.654 operações do Pronampe na região de atuação da Central (nove estados do Nordeste e também o Pará, no Norte), que totalizaram liberações de recursos de cerca de R$ 191 milhões, segundo dados de junho deste ano, auxiliando, assim, os pequenos empresários a consolidarem seus negócios e ajudando no desenvolvimento de suas localidades.

“Além do Pronampe, o Sicredi oferece diversas outras linhas de crédito para as MPE’s (Micro e Pequenas Empresas), tanto com recursos próprios, como com recursos repassados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), dentro das linhas oferecidas pela instituição financeira”, explica Marcos Barbosa.

As regras de concessão de crédito do Pronampe beneficiam microempresas que têm faturamento de até R$ 360 mil por ano, e pequenas empresas cuja receita anual seja superior a R$ 360 mil e igual ou inferior a R$ 4,8 milhões.

Os créditos obtidos via Pronampe pelos associados do Sicredi podem ser utilizados para capital de giro. Isso permite, por exemplo, a aquisição de máquinas e equipamentos, a realização de reformas e pagamentos de despesas operacionais, como salário dos funcionários, contas de água, luz e aluguel, compra de matérias primas e mercadorias, entre outras finalidades.

O prazo máximo para pagamento das operações contratadas no âmbito do programa é de 48 meses e a carência é de até 11 meses. A taxa de juros máxima é igual a Selic + até 6% ao ano.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento de seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. Possui um modelo de gestão que valoriza a participação dos mais de 6 milhões de associados, que exercem o papel de donos do negócio. Com mais de 2.200 agências, o Sicredi está presente fisicamente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, disponibilizando mais de 300 produtos e serviços financeiros.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.