Tela transparente, painel ‘dobrável’ e MicroLED: as novidades de TVs na CES 2021

As televisões são figurinhas carimbadas da Consumer Electronic Show (CES), a maior feira de tecnologia do mundo, que neste ano acontece de forma digital.

Nesta edição, a fabricante sul-coreana Samsung apresentou avanços na tecnologia MicroLED, um novo tipo de painel que promete mais qualidade de imagem. Já a concorrente LG mostrou conceitos para modelos transparentes e que podem ser curvados com o toque em um botão.

Veja as novidades sobre TVs na CES 2021:

Tela transparente

LG demonstra tela OLED com 40% de transparência. — Foto: Divulgação/LG

LG demonstra tela OLED com 40% de transparência. — Foto: Divulgação/LG

A LG demonstrou um conceito de tela transparente. A fabricante desenvolveu um painel com tecnologia OLED, de 55 polegadas, que alcança 40% de transparência.

A empresa imagina que uma tela como essa possa ficar próximo à cama para mostrar informações ou vídeos pela manhã, ser utilizada em restaurantes para exibir o cardápio ou sirva como substituta de uma janela de um metrô.

O produto ainda está em desenvolvimento e não tem previsão para chegar ao mercado.

TV que dobra

TV de 48 polegadas da LG pode ficar plana ou curvada com o toque em um botão. — Foto: Divulgação/LG
TV de 48 polegadas da LG pode ficar plana ou curvada com o toque em um botão. — Foto: Divulgação/LG

Outro protótipo exibido na CES pela LG foi uma TV de 48 polegadas que pode ser levemente dobrado. O produto tem duas configurações possíveis: tela plana ou curvada

A ideia é que o televisor se ajuste para um modo “gamer”. Na demonstração da empresa, o produto é dobrado para oferecer uma experiência mais imersiva em um jogo de corrida.

Tecnologia MicroLED

TV Samsung com tecnologia MicroLED. — Foto: Divulgação/Samsung
TV Samsung com tecnologia MicroLED. — Foto: Divulgação/Samsung

A Samsung apresentou avanços na tecnologia MicroLED, um painel que promete melhor qualidade de imagem e maior durabilidade, na comparação com similares OLED – presentes em alguns dos televisores mais avançados do mercado atualmente.

O OLED usa como fonte de iluminação diodos orgânicos, um material que não precisa de outro tipo externo de luz. Ele dispensa o painel adicional de LED que existe nos outros tipos de aparelhos (inclusive o de QLED). Isso permite que, ao exibir uma imagem preta, o pixel fique totalmente apagado – o que gera maior contraste.

A tecnologia MicroLED é uma evolução do OLED, e usa pixels auto-iluminados. Isso significa que não é preciso ter um painel de luz, e que LEDs multicoloridos são combinados para apresentar a imagem com mais contraste.
A promessa da Samsung é levar a novidade para as casas, com modelos de 99 polegadas e 110 polegadas, ainda este ano.

Antes, esse tipo de tela estava disponível somente em modelos gigantes, como uma TV modular de 146 polegadas que foi mostrada pela Samsung em 2018. Chamado de The Wall Luxury, o televisor era voltado para empresas e lojas.

Tecnologia Mini LED

TCL anunciou 3ª geração da tecnologia Mini LED. Promessa da fabricante é de televisor mais fino. — Foto: Divulgação/TCL
TCL anunciou 3ª geração da tecnologia Mini LED. Promessa da fabricante é de televisor mais fino. — Foto: Divulgação/TCL

Outro avanço em televisores é o Mini LED, utilizado por diversas fabricantes incluindo a Samsung, a LG e a TCL. Essa tecnologia se refere à luz de fundo que ilumina os pixels – e por isso se difere do MicroLED, que não precisa dessa iluminação.

O Mini LED é um avanço nas TVs de LED tradicionais. Ele oferece cores mais vivas e mais contraste, já que os pontos de emissão de luz são menores.
A LG, famosa por produzir televisores OLED, anunciou nesta CES modelos com Mini LED, em resoluções 4K e 8K. Chamadas de QNED, elas estarão disponíveis em tamanhos que variam de 65 até 86 polegadas.

A tecnologia estará presente em modelos da Semp TCL. A fabricante anunciou nesta segunda-feira (11) a 3ª geração da tecnologia, e promete “zero milímetros” de distância entre o painel de LCD e as camadas de emissão de luz Mini LED. Essa evolução vai permitir televisores mais finos, que serão lançados ainda neste ano pela empresa.

A Samsung também vai usar a tecnologia Mini LED em seus televisores da linha Neo QLED. Segundo a marca, o Mini LED tem 1/40 do tamanho dos LEDs usados anteriormente, o que permite mais precisão na exibição de imagem.

Controle remoto com energia solar

Controle remoto da Samsung tem painel solar na parte de trás. — Foto: Divulgação/Samsung
Controle remoto da Samsung tem painel solar na parte de trás. — Foto: Divulgação/Samsung

A Samsung também apresentou um controle remoto que não precisa de pilhas, que deve acompanhar modelos 4K e 8K de suas TVs. O acessório possui um pequeno painel solar para recarregar a bateria.

A estimativa da fabricante é que a bateria dure dois anos antes que o controle precise ser conectado em um carregador convencional, como o de celular. Já a vida útil geral do controle é estimada em 7 anos.

 

Fonte: G1

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.