Bacharelado em TI tem estudante com maior nota do Enem para UFRN

Instituto Metrópole Digital da UFRN – Reprodução

A maior nota no Enem dentre os candidatos que vão ingressar neste ano na UFRN foi a de um estudante que optou pelo Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI), curso de graduação do Instituto Metrópole Digital (IMD). Igor Vicente Lourenço Silva, 24 anos, teve nota 828,53 no exame. Além dele, outro candidato que se inscreveu para cursar o BTI também está entre os 20 com as melhores notas dos que vão entrar na Universidade.

Criado em 2013, o Bacharelado em TI possui uma estrutura acadêmica inovadora, marcada pela interdisciplinaridade e flexibilidade da matriz curricular. Para o diretor de ensino do IMD, Daniel Sabino, o interesse pelo curso por estudantes com destaque no Enem representa “o reconhecimento do Instituto como referência em TI que vem se tornando”.

Interesse

Igor Vicente Lourenço da Silva conta que se interessou por computação no decorrer do seu primeiro curso de graduação – ele concluiu Engenharia Civil na UFRN em 2019. Seu Trabalho de Conclusão de Curso tinha inclusive um ponto de contato com a área, já que dizia respeito ao desenvolvimento de um algoritmo para cálculo de análise estrutural.

Ele explica que, na hora de escolher entre alguns cursos de tecnologia, optou pelo BTI porque pesquisou a respeito da graduação e descobriu que o IMD possui vários projetos nos quais os estudantes podem se engajar, além de diversas pós-graduações. Ele ainda cita, como fatores que pesaram na escolha, as oportunidades de empreendedorismo e a disponibilidade do turno noturno para os alunos.

Ao falar das suas expectativas de futuro, Igor afirma que, apesar de sua primeira formação, seu objetivo é atuar na área de TI e “aproveitar o que o IMD tem para oferecer”. Como uma das vantagens profissionais do campo, ele cita a flexibilidade do mercado de trabalho de tecnologia em gerar oportunidades com maior facilidade em diversos lugares do país e no exterior.

Mercado de TI

Um dos fatores que justificam a busca de alunos por cursos da área tecnológica se dá pelo aquecimento do mercado em TI. Segundo o diretor geral do IMD, professor José Ivonildo do Rêgo, o mercado de tecnologia não para de crescer ao longo dos últimos anos e o que se percebe é uma grande oferta de emprego e pouca mão de obra especializada no ramo.

“Trata-se de uma área que está fortemente associada à chamada Economia do Conhecimento, base do que se conhece por 4ª Revolução Industrial. A melhoria da produtividade e da qualidade dos serviços públicos e privados passa necessariamente por uma transformação digital e isso tem feito com que muitos jovens se interessem pela área”, comenta o diretor.

A análise de Daniel Sabino é semelhante e ele comemora as boas notas dos futuros alunos no BTI. “Ao mesmo tempo que a área e o mercado necessitam cada vez mais de recursos humanos qualificados, o ingresso de alunos de alto nível ajuda para que se atinja o objetivo do IMD, que é a criação de um polo tecnológico no Estado”, enfatiza.

Ainda segundo ele, “a globalização do mercado e as possibilidades na forma de trabalho remoto permitem que os salários no setor sejam tão bons ou até maiores do que aqueles oferecidos nas profissões mais tradicionais. Cursos de tecnologia podem não ser ainda tão procurados quanto outras áreas, mas a busca deve aumentar cada vez mais”, acredita.

Bacharelado

A estrutura do Bacharelado em Tecnologia da Informação do IMD permite que, a partir do cumprimento das disciplinas obrigatórias, o aluno possa tanto criar uma combinação própria de componentes curriculares optativos, como seguir uma das duas ênfases para se especializar – Desenvolvimento de Software ou Computação – ou, ainda, seguir as diversas áreas de conhecimento disponíveis.

Dessa maneira, o aluno pode considerar as competências e habilidades profissionais que deseja desenvolver ao longo da graduação, em áreas como Informática Educacional, Internet das Coisas, Inteligência Artificial (IA), Ciência de Dados, Inovação e Empreendedorismo, Jogos Digitais, Bioinformática, entre outras.

Fonte: Ascom IMD

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.