Francisco de Sales Felipe


MEU ROSTO (FRANCISCO DE SALES FELIPE)

O tempo me marcou. Sim. O seu passar. Levando o meu bom rosto. Meu desgosto, Agora é saber que não voltas. Não voltarás. Deixo contigo, algoz da boa vida,minha confissão: Mais do que nunca, amo com mais calma a mulher A quem minha juventude ingênua não soube amar.

NÓS DOIS (Francisco de Sales Felipe)

Basta um pouco da nuvem branca do teu riso. Depois, a taça do vinho branco para lembrar. São meus momentos nos nossos acasos. E vamos nós dois nessa ilusão sem palavras. Um do outro só o nome. Esta confissão divina. E vamos agora que o amanhã vem chegando. E todo esse silêncio diz melhor sobre […]

TALVEZ FOSSE ASSIM…

  Por Francisco de Sales Felipe   Talvez fosse assim. Um abandonar-se docemente. Um deixar que tudo acontecesse nesse bom tempo. Não se ouvia nada. A não ser os passos da gente. Eu te entregaria, amada, a rua que tanto te esperou. Eu te daria a lua no abajur que o tempo nos emprestou. Somos […]