CÂMARA MUNICIPAL DE NATAL ENTREGA COMENDA ELINO JULIÃO A ARTISTAS POTIGUARES

Foto: Verônica Macedo

Nesta terça (23), a Câmara Municipal de Natal realizou uma noite em homenagem à cultura popular potiguar, com a entrega da Comenda Elino Julião a 22 cantores e cantoras, músicos, produtores e produtoras, e artistas em geral. A proposição foi do vereador Pedro Gorki (PCdoB), cujo mandato assumiu a entrega da Comenda criada em 2016, pelo ex-vereador George Câmara.

“Essa Comenda é uma importante homenagem a um filho do RN, que tanto contribuiu para a cultura popular, especialmente no Forró. Elino Julião, conhecido nacional e internacionalmente, merece ser lembrado e homenageado sempre. E é um reconhecimento a pessoas que, mesmo impedidos de trabalhar por causa da pandemia, não deixaram de produzir, de entreter e encantar o povo”, justificou o propositor.  “Mas devemos homenagear os artistas diariamente, defendendo as leis e as políticas públicas de incentivo à cultura”, acrescentou.

George Câmara também propositor do Título de Cidadão Natalense para Elino Julião, em 2003, conta que foi a partir dessa oportunidade que se tornou amigo do artista. “É uma grande alegria participar de mais uma entrega dessa Comenda. Se estivesse vivo, Elino teria acabado de completar 85 anos, no último dia 13”, lembrou o ex-vereador, que hoje ocupa o cargo de secretário adjunto de Administração do RN.

“É muito importante homenagear os artistas vivos e a memória dos que já se foram. E nessa noite, a Câmara Municipal de Natal está fazendo justamente isso, dando reconhecimento e visibilidade à importância dos artistas, que passaram quase dois anos parados”, ressaltou a cantora Khrystal uma das homenageadas da noite.  “E se não fossem os filmes, os livros, as músicas, as lives, não sei como teríamos passado por tudo isso”, completou.

“Ícone da nordestinidade. Um artista que foi além fronteiras. Foi discípulo de Jackson do Pandeiro e ritimista de Luiz Gonzaga”, lembrou o diretor presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes, Dácio Galvão. “Tive a honra de produzir dois CDs que o resgataram para as novas mídias e novas gerações, com a participação de Dominguinhos, Lenine e Oswaldinho do Acordeon”, contou.

Filho de Sebastião Pequeno, tocador de cavaquinho, Elino Julião nasceu em Timbaúba dos Batistas/RN e se destacou cantando, por mais de quatro décadas, o autêntico “forró pé de serra” do sertão nordestino, que falava do cotidiano, da cultura e das tradições dos folguedos populares que fizeram parte de sua infância. Aos 14 anos, em 1950, Elino chegou a Natal para morar no bairro das Quintas e com o objetivo de cantar no programa Domingo Alegre da Rádio Poti, e no Forró da Coréia, que acontecia onde hoje é a Arena das Dunas e deu nome a uma de suas composições de maior sucesso.

Texto: Ilana Albuquerque

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.