#DestinoTchequia – ROTAS DO VINHO TCHECO

Além da cerveja, o vinho é uma das bebidas mais apreciadas na República Tcheca. Descubra os melhores lugares para saboreá-lo

DIVULGAÇÃO

A latitude geográfica da República Tcheca talvez não seja a mais indicada para extensos vinhedos. No entanto, nas regiões mais quentes da República Tcheca se pode encontrar vinhedos com um terroire muito original e adegas onde o vinho amadurece há mais de 500 anos.

Todos os anos durante o mês de setembro, as Vindimas são celebradas nessas cidades. São festas, geralmente históricas, que celebram a primeira produção de vinho da temporada no final da colheita da uva e que convidam os viajantes a aprender mais sobre a história e os segredos dos vinhos tchecos.

Para os amantes do vinho, a área que merece atenção é a Morávia do Sul. Por isso trazemos alguns roteiros e recomendações para fazer seu roteiro de viagem à República Tcheca e se surpreender com o que esta região reserva para você.

Morávia do Sul

A Morávia do Sul é atravessada por mais de 1.200 km de rotas sinalizadas, conhecidas como Rotas do Vinho da Morávia. Se ao andar de bicicleta encontrar o símbolo das rotas do vinho ou a silhueta de uma adega, está no caminho certo. Os percursos passam pela paisagem preservada da Morávia do Sul, moderadamente ondulada, chegando a belos mirantes, passando por estreitas ruas repletas de adegas e ligando as mais importantes cidades vinícolas. Na maior parte do percurso, você seguirá por estradas ou calçadas tranquilas e estradas florestais. Você pode, portanto, percorrer as rotas tanto em mountain bike quanto em road bike. Antes de sair em busca do aroma inebriante do vinho da Morávia do Sul, pegue um mapa do seu percurso, no qual você encontrará todas as informações sobre comprimento, terreno, grau de dificuldade e curiosidades, bem como fatos sobre cada uma das vinícolas ao longo do caminho.

//DIVULGAÇÃO

Znojmo, um tributo ao vinho

Quem preferir vinho branco, deve partir rumo a cidade histórica de Znojmo. Lá, visite o mosteiro Loucký, um antigo centro espiritual, ligado aos aspectos alegres da vida do mundo, como mostram as imensas caves do lugar. Visite o museu da viticultura e fabricação de barricas ou a cripta românica. Quando terminar, prove algumas amostras de vinho.

Nos arredores de Znojmo há uma infinidade de excursões com o tema do vinho. O selim da bicicleta é o lugar ideal para apreciar a bela vista das vinhas e a pitoresca paisagem. Além disso, as ciclovias entre os vinhedos formam uma rede que cobre todo o sul da Morávia. Entre os destinos favoritos você encontrará as vinícolas azuis em Nový Šaldorf, a vinícola pintada em Šatov, decorada com desenhos populares, ou o famoso vinhedo Šobes no Parque Nacional Podyjí. No início de setembro, no centro histórico de Znojmo, ocorre a tradicional e histórica colheita das uvas, durante a qual o novo mosto fermentado da colheita (em tcheco burčák) corre por toda parte.

//DIVULGAÇÃO//

Mikulov, o tesouro do sul

Outro importante centro vitivinícola é a cidade de Mikulov. No palácio barroco, que domina a cidade, você vai descobrir a mais ampla exposição nacional de viticultura e um original barril gigante. Você pode visitar o palácio com um guia, e também o centro da cidade. Assim que o passeio terminar, uma degustação de vinho branco local espera por você. Mikulov tende a ganhar vida no segundo fim de semana de setembro, quando acontece a popular colheita da uva Pálava. Os arredores imediatos também merecem sua atenção.

As adegas dos Templários em Čejkovice

A interessante história da cidade Čejkovice, localizada entre Hodonín e Břeclav, começa em meados do século 13, quando o território pertencia à ordem dos Cavaleiros Templários. Os Templários começaram a cultivar a vinha e a construir a fortaleza que até hoje é o monumento mais importante da vila. Atualmente a fortaleza inclui o hotel e a Galeria dos Vinhos do Palácio, com uma vasta gama de vinhos da região. Os templários também construíram enormes vinícolas que eram usadas para produzir vinhos. A altura dos armazéns permitia a entrada a cavalo e a largura dos corredores era suficiente para o trânsito de carros totalmente carregados. Durante a visita às caves você verá, por exemplo, o maior barril usado na República Tcheca. Sua capacidade é de 20.250 litros. O extenso sistema de corredores subterrâneos também inclui uma elegante adega.

//DIVULGAÇÃO//

Valtice, UNESCO com gosto de vinho

A excursão por esta região termina no palácio Valtice e na região adjacente ao palácio onde, ao longo dos séculos, a família Lichtenstein governou.

A área subterrânea de Valtice é composta por um sistema único de adegas históricas construídas no século XIII. Graças à atuação dos viticultores, é possível abri-los gradativamente ao público. Hoje é um labirinto de vinícolas e corredores históricos interligados.

Outro lugar interessante em Valtice são as caves do palácio, onde está o Salão dos Vinhos da República Tcheca. Aqui você tem a oportunidade de degustar os 100 melhores vinhos de toda a Morávia e Boêmia. A oferta varia todos os anos, de acordo com a safra. O Salão dos Vinhos inclui também uma exposição instrutiva dedicada à viticultura.

Visite www.destinotchequia.com para mais histórias, dicas, recomendações e surpresas.
www.visitczechrepublic.com

FONTE: Escritório de Turismo da República Tcheca 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.