DIA MUNDIAL DO DIABETES: COMO OS EXERCÍCIOS FÍSICOS AUXILIAM NA PREVENÇÃO E CONTROLE DA DOENÇA

FOTO: DIVULGAÇÃO

Às vésperas do Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro, um dado oficial preocupa: de acordo com a Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), 537 milhões de pessoas entre 20 e 79 anos têm a doença no mundo, o que representa uma alta de 16% em dois anos.

O levantamento revela que o número aumentou de tal maneira que superou, proporcionalmente, a expansão da população global. Um dos fatores, de acordo com a IDF, é o estilo de vida da população, sobretudo ocidental. A falta de exercícios físicos, por exemplo, aliada a outros comportamentos, é um fator de risco.

Segundo Roseane Lopes, profissional de Educação Física e coordenadora técnica da academia Pulse, pessoas com maior risco de desenvolver diabetes podem diminuir essa taxa de desenvolvimento com intervenções no estilo de vida. “O exercício físico previne o diabetes e também reduz o risco cardiovascular e auxilia no controle do peso”, explica.

Manter uma rotina saudável de alimentação e praticar atividades físicas regularmente, como musculação, corrida, ciclismo e esportes, é o caminho mais saudável na prevenção. “No caso das pessoas que já são diabéticas, o exercício reduz a gordura corporal e auxilia no controle glicêmico, de colesterol e frequência cardíaca”, diz a profissional.

“Para diabéticos, é recomendável realizar pelo menos 150 minutos semanais de exercício aeróbio em intensidade moderada, no mínimo três vezes por semana”, orienta Roseane. “Para os mais jovens, existe também a opção de realizar 75 minutos de treinamento intervalado de alta intensidade, não permanecendo mais do que dois dias consecutivos sem atividade”.

O acompanhamento profissional faz a diferença e pode garantir a realização segura dos treinos. “É muito importante uma prescrição específica e estudada, pois há uma variação glicêmica na prática de exercícios que deve ser levada em consideração”, alerta a coordenadora. “A realização de uma anamnese, diagnóstico para conhecer os diversos fatores e detalhes da vida do aluno que podem interferir na atividade física, também é essencial antes de iniciar o programa”, completa.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.