FIERN recebe idealizador do Projeto Lajedo do Rosário de fomento ao turismo em Felipe Guerra

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Roberto Serquiz, recebeu nesta sexta-feira (5), na Casa da Indústria, o diretor executivo do Projeto Lajedo do Rosário, Salomão de Medeiros Leite.

O projeto visa fomentar o turismo no município de Felipe Guerra, localizado na região Oeste Potiguar, com foco na geração de emprego e renda, além da preservação do patrimônio espeleológico local.

A visita contou também com a participação da coordenadora executiva de Relações Institucionais e com Mercado da FIERN, Ana Adalgisa Dias, e do chefe de gabinete da FIERN, Helder Maranhão.

Durante a reunião, Roberto Serquiz ouviu a proposta do Projeto Lajedo do Rosário, que tem como objetivo promover o turismo na região do afloramento calcário Lajedo do Rosário, situado na zona rural de Felipe Guerra.

O diretor Salomão de Medeiros Leite convidou o presidente da FIERN para visitar o local em novembro deste ano. E destacou que a expectativa é que o projeto gere emprego e renda na região.

“Nosso objetivo principal é desenvolver o turismo em Felipe Guerra de forma abrangente, gerando emprego e renda e colocando a cidade no cenário turístico nacional e internacional, com destaque para a arqueologia, o meio ambiente, a cultura e a história local. Temos muito a oferecer aos nossos visitantes”, explica Salomão.

Vale salientar que o Lajedo do Rosário é uma marca registrada no INPI. Localizada a cerca de 75 km de Mossoró, a cidade de Felipe Guerra abriga 436 cavernas, ostentando o maior potencial espeleológico do Rio Grande do Norte. E figura entre os quatro maiores do Brasil, com cavernas imensas e riquezas inexploradas, que são objeto de estudo e pesquisa por especialistas ambientais e geólogos.

A cidade de Felipe Guerra, com cerca de 6 mil habitantes, conta com outros atrativos para a prática de turismo ecológico como as Cachoeiras da Caripina e do Roncador. No período de inverno forte, essas cachoeiras formam belíssimas quedas d’água, proporcionando um dos mais belos espetáculos da natureza.

Entre as atividades previstas no Projeto Lajedo do Rosário estão a realização de palestras, oficinas pedagógicas, produção e distribuição de materiais impressos e digitais, além de periódicos em português, inglês e espanhol, contando a história do maior lajedo de cavernas calcárias do Rio Grande do Norte.

Os periódicos que serão lançados pelo projeto enfatizarão temas como educação ambiental, preservação e conservação do patrimônio espeleológico, histórico, ambiental e cultural de Felipe Guerra.

 

Texto e fotos: Jo Lopes

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *