REGISTRO CIVIL E DIREITO À CIDADANIA FORAM TEMAS DA REDAÇÃO DO ENEM 2021

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados/

Ministro da Educação usou as redes sociais para divulgar tema no domingo (21)

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, usou sua conta no Twitter para divulgar o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. Neste ano, os estudantes precisaram falar sobre “Invisibilidade e Registro Civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. De acordo com o dado oficial mais recente, cerca de três milhões de brasileiros chegam à idade adulta sem ter certidão de nascimento. E, sem essa certidão, também ficam impedidos de tirar todos os outros documentos.

Sem documentação oficial, essas pessoas acabam ficando sem acesso a serviços de saúde, educação, programas sociais, entre outros. Em tempos de pandemia, também não podem tomar a vacina contra a covid-19. Para Wilson Galvão, coordenador do Ensino Médio do Sistema Positivo de Ensino, o tema não surpreendeu. “Normalmente a temática da redação do Enem versa sobre situações-problema relacionadas a questões sociais brasileiras. Então, os estudantes que se prepararam tinham plenas condições de falar sobre o tema deste ano, que não chega a ser uma novidade para eles”, afirma.

No entanto, Galvão avalia que não se trata de um tema polêmico, como muitas vezes acontece no exame. “É uma temática que não levanta grandes discussões. Mesmo assim, é pertinente para se pensar o país porque, com toda a diversidade no espaço brasileiro, a cultura de não fazer o registro traz muitas dificuldades ao estado. Sem registros confiáveis é muito mais difícil propor e executar políticas públicas”, lembra.

Em 2019, o tema foi “democratização do acesso ao cinema no Brasil” e, em 2020, os temas para a edição impressa e digital foram diferentes. Quem fez a prova impressa falou sobre “o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”, enquanto quem fez a digital falou sobre “o desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil”.

Com uma pontuação que vai de zero a mil, a redação é uma das etapas mais importantes do Enem, cuja primeira parte foi realizada neste domingo (21), e tem, além da redação, 90 questões objetivas. Três áreas do conhecimento foram contempladas no primeiro dia: 45 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias e outras 45 de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Os portões foram fechados às 13h e os candidatos tiveram até as 19h para finalizar a prova. No próximo domingo (28), é a vez de demonstrar os conhecimentos em Ciências da Natureza e Matemática.

Em 2021, pouco mais de 3,3 milhões de jovens se inscreveram para prestar o Enem. O número é o mais baixo desde 2005. O exame é uma das principais portas de entrada para a universidade no Brasil. As notas conquistadas no Enem também dão direito a participar do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

________________________

Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.