Seleção inglesa é a mais cara da Eurocopa de 2021; com o valor , seria possível comprar a Petrobras, Vivo, XP Inc. e Casas Bahia

REPRODUÇÃO

Os 26 jogadores ingleses convocados para a Eurocopa 2020, adiada para este ano por conta da pandemia, têm valor de mercado de € 1,354 bilhão — ou R$ 8,316 bilhões. Os dados são do principal site de análise do mercado de transferências de jogadores, o Transfermarkt. A valorização da seleção da Inglaterra da Euro 2016 até a Euro deste ano foi de 2.105%.

Entre os destaques, está o trio de ataque do English Team que sozinho vale € 235 milhões. O atacante Harry Kane, do Tottenham Hotspur, é um dos jogadores mais valiosos do mundo: o time que quiser contar com o camisa 9 na próxima temporada europeia terá que desembolsar pouco mais de € 120 milhões (R$ 737 mi). Foi o que mais valorizou de uma copa à outra, 200%.

Com o valor da seleção inglesa, seria possível comprar a Petrobras (R$ 3,188 bilhões); a empresa de telefonia Vivo (R$ 2,692 bilhões); a corretora de investimentos XP Inc. (1,685 bilhão); e a Casas Bahia (R$ 689 milhões). O montante também é próximo do que o governo brasileiro espera arrecadar em investimentos anuais com a privatização da Eletrobras.

Eis o valor de mercado dos jogadores ingleses convocados para a Euro 2020 (em euros):

Dean Henderson (Manchester United) – 22 milhões
Sam Johnstone (West Bromwich Albion) – 22 mi
Trent Alexander-Arnold (Liverpool) – 75 mi
Ben Chilwell (Chelsea) – 45 mi
Conor Coady (Wolves) – 25 mi
Reece James (Chelsea) – 40 mi
Tyrone Mings (Aston Villa) – 30mi
Kieran Trippier (Atlético Madrid) – 30 mi
Jude Bellingham (Borussia Dortmund) – 55 mi
Jordan Henderson (Liverpool) – 20 mi
Dominic Calvert-Lewin (Everton) – 45 mi
Jack Grealish (Aston Villa) – 65 mi
Marcus Rashford (Manchester United) – 85 mi
Bukayo Saka (Arsenal) – 65 mi
Jadon Sancho (Borussia Dortmund) – 100 mi

AS MAIS CARAS
Atual campeã da Copa do Mundo, a França tem o plantel valendo pouco mais de € 1,03 bilhão (R$ 6,326 bi). A seleção da Alemanha, campeã do mundo em 2014, vale € 936 milhões (R$ 5,752 bi). A Espanha tem valor de mercado de € 915 mi (R$ 5,618 bi). E a atual campeã da Euro, a seleção de Portugal, vale € 875 mi (R$ 5,377 bi).

Juntas, as equipes têm valor nominal superior ao PIB (produto interno bruto) de pequenos países da Europa, África e América Latina, como Montenegro, Somália, Barbados e Suriname.

JOGADORES INFLACIONADOS
Em 2016, na Eurocopa da França, o atacante Cristiano Ronaldo valia € 110 milhões. Era então o jogador mais caro do mundo, segundo o Transfermarkt. Naquele ano, levou o prêmio FIFA de melhor jogador e viu, fora da final por conta de uma lesão, Portugal levar o título contra a anfitriã em Paris.

Hoje, Cristiano Ronaldo vale apenas 59% do que valia em 2016. O melhor do mundo FIFA de 2018, o croata Luka Modric, também viu o seu valor de mercado despencar em 5 anos — de € 50 milhões para € 10 milhões, uma queda de 80%. Já o polonês Robert Lewandowski, melhor do mundo em 2020, teve o passe desvalorizado em 20%, de € 75 milhões para € 60 milhões.

Nesta edição da Euro, os 5 jogadores mais caros da Europa têm média de idade de 25,4 anos. O francês Killyan Mbappé puxa a fila: atualmente com 22 anos, o atacante vale R$ 982 milhões. Kane tem valor de mercado de R$ 757 milhões. Kevin De Bruyne, Romelu Lukaku e Jandon Sancho dividem o 3º lugar. Cada um vale R$ 614 milhões.

FONTE: PODER360

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.