RN tem melhor rede de assistência a pacientes com covid-19 no NE

Foto: Cícero Oliveira

Um conjunto de ações articuladas entre o governo do estado do Rio Grande do Norte e as prefeituras municipais propiciou uma melhoria na qualidade de atendimento aos pacientes acometidos pela covid-19, diminuindo, sobretudo, os casos de óbitos no estado. Esse é um dos principais pontos abordados no mais recente relatório elaborado pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN) – e que já está à disposição para consultas. Os dados indicam, também, uma maior eficiência do estado potiguar frente aos outros estados da região Nordeste.

Organizado por uma equipe de sete pesquisadores do LAIS, vinculados à UFRN e ao IFRN, o documento faz uma análise sobre a taxa de transmissibilidade em todo o Rio Grande Norte e como a rede assistencial forneceu transparência para as ações planejadas e executadas pelo governo estadual no tocante ao enfrentamento da pandemia. O principal instrumento para se obter essa transparência é o RegulaRN.

De acordo com a análise feita pelos pesquisadores, a capacidade de resposta do estado e dos municípios frente às solicitações de leitos e compartilhamento de informações foi melhor quando comparada com outros estados da região Nordeste. “Somos um dos poucos estados da federação, que juntamente com os municípios, conseguiu organizar a rede assistencial covid-19 de fácil acesso e com monitoramento em tempo real pela imprensa e a população em geral”, argumentou professor Ricardo Valentim, um dos organizadores do relatório.

O documento também aponta para uma desaceleração gradual das solicitações por internações, fato relacionado com a redução da taxa de transmissibilidade no estado desde o início do mês de dezembro. No entanto, o documento alerta que ainda não é possível confirmar se essa queda é uma tendência. “Por isso, se torna cada vez mais imprescindível o cumprimento das medidas previstas nos decretos para o enfrentamento da pandemia em todo o Rio Grande do Norte”, finalizou o pesquisador.

Mais informações podem ser obtidas no link.

Fonte: Ascom LAIS

Compartilhe:

Comentário (1)

  • Marcio Roberto Responder

    To passando aqui de novo, pois já tinha salvo nos meus
    favoritos para ler depois com calma outras postagens.
    Quero te dar uma Sugestão… Como Anda as suas
    Divulgações? Já Pensou em Dar uma Turbinada no Número
    de Visitantes Reais por Aqui? E Quem Sabe Conseguir
    Novos Clientes? Se eu puder te ajudar de alguma forma
    gratuitamente, entra em contato comigo pelo email.

    11 de janeiro de 2021 at 03:56

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.