Biden nomeia filha de sobrevivente do Holocausto para embaixada na Alemanha

O presidente americano, Joe Biden: além de filha de um sobrevivente do Holocausta, Ammy Gutmann será a primeira mulher a ocupar o posto de embaixadora na Alemanha (Evelyn Hockstein/Reuters)

Amy Gutmann, que atualmente atua como presidente da Universidade da Pensilvânia, foi indicada pelo Presidente na sexta-feira, anunciou a Casa Branca em comunicado. Se confirmada, será a primeira mulher a representar os EUA na Alemanha, noticiou no domingo o Independent.

“Agradeço, além do que qualquer palavra possa expressar, ao Presidente Biden pela fé que depositou em mim para ajudar a representar os valores e interesses da América a um dos nossos mais próximos e importantes aliados europeus”, referiu Amy Gutmann numa carta dirigida aos professores e alunos da universidade.

Amy Gutmann é filha de Kurt Gutmann, um metalúrgico judeu alemão que, juntamente com a família, fugiu da Alemanha em 1934, durante uma onda crescente de antissemitismo que precedeu o início do Holocausto. Foram inicialmente para a Índia e, uma década depois, mudaram-se para os EUA.

Na mesma nota, Amy Gutmann explicou que já previa abandonar a universidade quando o seu mandato terminasse, em junho de 2022, acrescentando que renunciaria mais cedo se fosse confirmada como embaixadora. Substituirá, assim, Robin Quinville, nomeado embaixador interino em 2020, após Richard Grenell ser escolhido para diretor de inteligência nacional do ex-Presidente Donald Trump.

Amy Gutmann foi presidente da Comissão Presidencial para o Estudo de Questões Bioéticas durante o mandato de Barack Obama. É autora de vários livros sobre democracia, educação e polarização política na sociedade.

Fonte: ZAP

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.