TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O NOVO IPHONE 13

FOTO: REPRODUÇÃO

Tem iPhone novo na praça. Setembro chegou e, como já é tradição, a Apple revelou os lançamentos de seu ícônico smartphone, além dos Apples Watches e, desta vez também, de iPads.

Vamos aqui na newsletter falar os iPhones, mas, claro que em Tilt, você também encontra informações sobre os Apples Watches e os novos iPads.

Dizem que 13 é o número do azar, mas a Apple nem deu bola para essa superstição e batizou a nova geração com o número. As variações do iPhone 13 são as mesmas da linha 12: iPhone 13 mini, iPhone 13, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max. Já adianto que, nos modelos Pro, não há diferença entre o Pro e o Pro Max exceto o tamanho da tela e bateria. Então, se está pensando em ir de iPhone 13 Pro, escolha o tamanho que mais lhe agrada pois os recursos são idênticos entre os dois.

Em relação ao design do iPhone 13, todos os modelos contam com uma redução no recorte superior da tela, onde ficam os sensores de Face ID e câmera frontal. Ele está cerca de 20% menor, um pouco mais estreito. Houve um leve aumento na altura do recorte, mas quase imperceptível.

Por dentro, os novos iPhones trazem o novíssimo A15 Bionic, chip da Apple com dois núcleos de alta performance e quatro de alta eficiência. O processador gráfico recebeu um upgrade, com seis núcleos (um a mais que a geração anterior).

Neste ano, a Apple preferiu investir o avanço do processador em eficiência, em vez de gastar tudo em mais performance crua. Mesmo assim, benchmarks que têm aparecido por aí mostram um aumento visível na performance do A15.

Este investimento na melhoria da eficiência do novo chip somado a um aumento da bateria nos novos iPhones traz um benefício para os usuários: a Apple conseguiu aumentar em até uma hora e meia de uso a duração da bateria do iPhone 13 Pro. O iPhone 13 Pro Max pode ter um aumento de até duas horas e meia no tempo de uso.

As câmeras dos novos iPhones também receberam novidades, mas, talvez, o que mais chama atenção são as mudanças no software. A primeira delas é um recurso chamado de “estilos fotográficos”, perfis de estilo de cor e outros ajustes que o usuário pode selecionar na hora de tirar a foto.

A segunda novidade, que a Apple chama de “modo cinema”, é como se fosse o modo retrato para vídeo, mas com alguns toques interessantes. O sistema é capaz de manter o fundo desfocado no vídeo, mas permite a mudança do foco em tempo real, o que possibilita a filmagem de cenas com um visual cinematográfico.

Vamos aos preços: o iPhone 13 mini de 128 GB custará a partir de R$ 5.949 à vista na Apple Store, o iPhone 13 com a mesma capacidade a partir de R$ 6.839, o iPhone 13 Pro, R$ 8.549, e o iPhone 13 Pro Max, R$ 9.449.

Talvez não valha a pena comprar um iPhone 13 para quem já tem um iPhone recente. Para quem ainda está nos modelos da linha Xs ou anterior, o upgrade começa a ser mais vantajoso, já que muitas novidades foram introduzidas entre aquela geração e a linha do iPhone 13.

FONTE: TILT

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.