SAUDADE

 

Por Flávio Rezende

Hoje é finados, mas no meu coração, não tem fim de nada.
Não vejo mais papai com meus olhos, mas ele é visto pelo coração.
Não envolvo mais mamãe com meus braços, mas a tenho inteira e com emoção.
Os que não estão mais de um jeito, de toda forma ainda enternecem.
Quando o amor está presente, a vida, permanece.
Luzzzzz

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze − 13 =